EDRS-C lançado com sucesso

6 Agosto 2019

O segundo satélite a juntar-se à constelação que forma o Sistema Europeu de Retransmissão de Dados (EDRS) foi lançado com sucesso.

O satélite foi lançado a bordo de um Ariane 5, a partir do Porto Espacial Europeu em Kourou, na Guiana Francesa, no dia 6 de agosto, às 21:30 CEST (19:30 UTC).

...
EDRS-C aboard Ariane 5 shortly after launchAccess the image

O EDRS permite que as pessoas observem a Terra quase em tempo real, acelerando respostas a situações de emergência e estimulando o desenvolvimento de novos serviços e produtos que criam empregos e aumentam a prosperidade.

EDRS - apelidado de ‘SpaceDataHighway’ pela sua operadora privada, a Airbus - utiliza tecnologia laser inovadora para reduzir drasticamente o tempo necessário para que os satélites de observação da Terra forneçam informações ao solo.

Os satélites podem transmitir dados a uma taxa de até 1,8 Gbit/s.

O último satélite, denominado EDRS-C, operará em órbita geoestacionária. Irá juntar-se ao seu irmão EDRS-A, que foi lançado em janeiro de 2016.

A posição geoestacionária, mais alta do que os satélites de observação da Terra em órbita baixa, permitirá que a constelação mantenha uma conexão quase constante com os satélites de órbita baixa que podiam apenas transmitir as suas informações quando em linha direta com as suas estações terrestres, o que introduz atrasos de até 90 minutos.

Em vez disso, os satélites EDRS podem então transmitir a informação de volta à Terra em tempo quase real.

Desde o final de 2016, a EDRS transmite, diariamente, as imagens da Terra adquiridas pelos quatro satélites de observação Sentinel do programa Copernicus.

Está também previsto retransmitir informações da Estação Espacial Internacional, assim que o equipamento necessário seja instalado no lado externo do laboratório Columbus da Europa.

O EDRS é um novo e independente sistema de satélites europeu e é uma parceria público-privada entre a ESA e a Airbus, como parte dos esforços da ESA para federar a indústria em torno de programas de grande escala, estimulando desenvolvimentos tecnológicos para obter benefícios económicos.

Avalie

  • Atualmente 4 de 5 estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Avaliado: 4.2/5 (6 votos realizados)

Obrigado por avaliar!

Você já avaliou esta página, você só pode avaliar uma vez!

Sua avaliação foi modificada, obrigado por avaliar!

Pontos de vista

124